28/09/06

da boca pra fora


tem o eu te amo da boca prá fora
você o repete como um papagaio chato
a qualquer hora, para qualquer ocasião
sem observar nenhuma regra de etiqueta e de uso
fala tanto que vira interjeição, um adendo, quase um tique
perde o significado, fica só o hábito
fica-se tão acostumado que nem se nota que ele está lá,
falado e refalado
mas, se de repente ele some, sente-se sua falta imediatamente
redemoinhos violentam calmas águas e clamam por sua volta
como uma criança chora a falta de um ursinho velho e caolho.

1 Comments:

Anonymous Anônimo said...

redemoinhos violentam calmas águas e clamam por sua volta como uma criança chora a falta de um ursinho velho e caolho.???????

ah, pára ô...

5:27 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home